Notícia


Aula Magna abre as comemorações dos 60 anos na UFRN

16/03/2018

aula magna

Em uma aula magna em que ex-reitores fazem uma síntese do trajeto de protagonismo da UFRN e sua contribuição para o desenvolvimento do RN em suas mais distintas dimensões e simbolismos sociais e culturais de nosso o estado. 


Nesse resumo da importância desta universidade para o nosso estado, o professor Diógenes da Cunha Lima relatou sobre o projeto Memória Viva, ações do CRUTAC ainda em período ditatorial. Já o ex-reitor Genibaldo Barros falou sobre as primeiras iniciativas para o processo de consulta democrática para o reitorado e criação do Centro de Cardiologia.


Da parte do prof. Daladier da Cunha Lima (primeiro reitor eleito), o destaque foi para as artes, com a construção da Escola de Música e criação da ANDIFES. De sua parte, Geraldo Queiroz falou-nos sobre os primeiros cursos de doutorado da instituição e avaliação dos cursos de graduação.


Sobre os três mandatos de reitor, Ivanildo Rêgo detalhou o crescimento da UFRN, reestruturação física, fortalecimento da pós-graduação e, em especial, a criação da CIENTEC (como a sabemos hoje), do Programa Trilhas Potiguares e ampliação das vagas estudatis para a graduação. Por fim, Othon Anselmo nos afirmou que em seu período de reitorado havia dificuldades orçamentárias devido ao contexto político e econômico do Brasil à época, no entanto a UFRN conseguiu ampliar seus números de graduados e de doutores, qualificando ainda mais a formação acadêmica. 


A atual reitora, Ângela Paiva, fez uma análise das conquistas atuais da universidade em ámbito acadêmico e seu capilar envolvimento para o desenvolvimento social, cultural e econômico do RN. Nesta aula, parte da nossa e história e memória foram resumidas pelas falas daqueles que, também na gestão, deram suas contribuições nesses 60 anos de UFRN.



PROEX © Copyright 2015 / 2018
Todos os direitos reservados
E-mail: asstecproex@reitoria.ufrn.br | Telefone: (84) 3342-2272
Desenvolvido pela